• Be YourTrip

Caminho da Prece: uma conversa entre você e Deus



É um caminho curto, 71 km entre Jacutinga e Borda da Mata, passando por outros 4 municípios, todos em Minas Gerais. Dá para fazer em dois dias; seu grau de dificuldade é moderado. Mesmo assim, no segundo dia tem subidas e descidas bastante interessantes. Mas esses pontos não são os altos do Caminho da Prece. A saída se dá em Jacutinga, MG que apesar interiorana, em nada lembra as cidades pacatas características do Sul de Minas. Embora pequena; algo em torno de 23.000 habitantes, sua economia é pujante. Vale a pena chegar um dia antes e conhecer suas malharias. Roupas bonitas, de qualidade e baratas, quando comparados com os preços praticados nos grandes centros.


Mas vamos ao Caminho. Impossível começa-lo sem conhecer o Polly. É o irmão dos peregrinos e um dos seus idealizadores. Basta perguntar a qualquer um da cidade que irão te indicar onde encontra-lo. As credenciais são obtidas na sede do Caminho, na Sedecon, no Largo da Estação. Bom tê-las em mãos na véspera. Por volta das 6 da manhã, a saída se dá em frente à Sedecon. Lembre-se que caminho curto se faz com mochila leve. De olho na farta sinalização, com pouco mais de 1 km de caminhada a paisagem, já se altera. Já é possível ser agraciado com as paisagens da Serra da Mantiqueira, uma benção do criador. A medida que nossos passos avançam a natureza vai nos emprestando seus aromas, cores e paisagens. Aos poucos uma energia especial vai se fazendo presente. A simplicidade das casas, das pessoas e do jeito de viver dos locais vão nos permitindo uma reflexão com a qual não contamos antes de iniciar a Caminhada. Essa energia vai nos colocando cada vez mais em contato com o nosso interior. Ainda que você esteja acompanhado e siga conversando, o Caminho da Prece permite e faz com que você tenha seus momentos de introspecção. Uma profunda tranquilidade toma conta de você, a ponto de sentir a necessidade de conversar com o seu Deus, seja ele qual for. Essa "conversa" te vai te deixando mais leve de tal forma que você passa a sentir menos o cansaço de seus passos. A essas alturas, surge o primeiro cruzeiro; parada obrigatória. Junto a ele, uma placa sugere reflexão.


Durante o Caminho há 6 cruzeiros, todos sugerindo reflexão. Essas marcos do Caminho Prece estão colocados em lugares estratégicos fazendo com que você sinta claramente a mão do Criador. Não há como não parar, sentir uma felicidade interior, se emocionar e orar. Orei com a alma em cada um deles talvez como nunca tinha orado nas minhas mais de 60 primaveras. Você sente prazer em fazer sua prece. Daí o nome do Caminho. Com a energia espiritual renovada a cada Cruzeiro, você vai vencendo as dificuldades, fazendo amigos e literalmente lavando a alma. A sinalização e os pontos de apoio, que funcionam perfeitamente, vão ficando para traz.


No primeiro dia, o pouso na cidade de Inconfidentes, ao mesmo tempo em que proporciona o justo descanso te deixa ansioso em retomar o Caminho na manhã seguinte. Na entrada da cidade, a parada obrigatória é no bar do Maurão para comer um pastel. Quando fiz o caminho pela primeira vez, parei no bar e conversei com o Maurão. Ele, contando sua vida de peregrino mencionou seu sobrenome. Imediatamente lembrei-me de uma pessoa que havia trabalhado comigo há mais de quarenta anos. Perguntei pelo Mauro Cavenaghi.... Para nossa surpresa, era ele. Reencontramos-nos assim e hoje é um dos grandes amigos peregrino.


O segundo dia, também iniciado por volta das 6 h, traz subidas e descidas acentuadas. O bom é que a essas alturas você já terá energia espiritual suficiente para sentir cada vez menos o peso dos pés. Subidas, descidas, ar puro e fresco à sobra de uma imensidão de árvores vão te transportando a cada passo. Nas paradas mais reflexões e presentes de Deus enchem os olhos. E assim, com o interior renovado as distancias vão sendo vencidas. Aqueles que mais rápido chegam a Borda da Mata por volta das 16 h. Os menos rápidos, as 18, sempre a tempo de um reconfortante banho e estar na Basílica de Nossa Senhora do Carmo, para a missa das 19 h.


A Basílica é linda e a receptividade dos fiéis e dos celebrantes é digna de registro. Antes da missa a secretaria da Basílica, de posse das suas credenciais devidamente carimbadas pelos pontos de apoio lhe entrega o certificado. A deliciosa sensação de missão cumprida fica ainda mais acentuada pela carinhosa acolhida dos fiéis que reconhecem seu esforço e te saúdam. A benção especial do celebrante completa o prazer.

A força do Caminho da Prece é tão marcante que um amigo, bastante "andado", talvez com 10.000 km, sempre diz que não repete caminho. Já fez 5 vezes o Caminho da Prece. Eu fiz 4. O primeiro, junto com 5 pessoas e o último com mais de 80. O próximo está próximo!


Ao fazer este relato, sinto as minhas botas se agitarem no armário. Com certeza farei muitas outras vezes. Procure fazer pela primeira vez e depois me conte sobre a sua experiência! Você vai se sentir tão bem que, mesmo cansado, terminará o Caminho já planejando sua volta, de tão forte que espiritualmente você ficara! Se você procura um Caminho curto e que te permita reflexão sobre a sua vida, esse é o Caminho. Bom caminho a todos!

#caminhodaprece